its-a-long-way-to-the-top

#TopTop: It’s a Long Way To The Top If You Wanna Rock’n’Roll!

Dinheiro, Luxo, Fama, Fãs, Viagens pelo mundo todo e idolatria absoluta. Quem nunca sonhou em virar rockstar nessa vida que atire a primeira pedra, mas a verdade é que qualquer um que se arriscou no maravilhoso mundo da música sabe que a frase do AC/DC que dá nome ao post não poderia ser mais verdadeira. Mas se você acha que tá difícil só pra você meu caro, aqui vai uma lista de 18 artistas que começaram do alçapão da fama. Tem zelador, entregador de açougue, coelhinha da playboy, e todo tipo de profissão degradante que faz você se odiar um pouco todo dia. Mas se eles viraram rockstars, quem sabe você ainda não tem chance?

Music_Philosophy_02

15 – Kele Okereke – Atendente de Cinema. O vocalista do Bloc Party pode não reinar nas músicas indies hoje em dia como fez em 2005, quando o debut do grupo “Silent Alarm” foi lançado, mas é fácil dizer que ele está melhor hoje em dia do que vendendo pipoca e coca-cola em um cinema no distrito de Soho, um dos mais hype das artes. Quem sabe não foi entre uma seção e outra que ele conseguiu a inspiração para escrever seus clássicos indies “Banquet” e “Helicopter”. Quem sabe uma visitinha no cinema não ajuda o moçoilo a voltar a compor coisas mais relevantes nos próximos anos….

brandon

Apenas mais um molequito entregador de cart… OH WAIT!

14 – Brandon Flowers – Mensageiro de Hotel Antes de ser o Mr. Brightside, Brandon Flowers não via tanto o lado bom da vida trabalhando como mensageiro no Gold Coast Casino em Las Vegas. Mas antes de virar rockstar e conquistar os corações das garotinhas, o senhor Flores também teve seus momentos de groupie! Por ser mega fã do Morrissey, por razões óbvias, ele surtou com a presença do guitarrista da banda, Boz Boorer, no hotel. Ele não resistiu e foi dar uma bela fuçada na mala do cara, mas afinal quem poderia julgar o moçoilo? Ele mesmo se desculpou e falou sobre o caso: “Eu não devia ter feito isso, e eu ainda me sinto mal, mas eu fucei a mala. Eu só queria saber os sons que Boz estava ouvindo!” AHHHH os tempos sem Spotify…

13 – Kanye West – Assistente de vendas na GAP  É realmente difícil imaginar que um dos caras mais egocêntricos do planeta já tenha abaixado a cabeça e engolido muiiito sapo como vendedor da GAP. Mas é verdade! Antes das parcerias com Louis Vuitton, milhões no banco e um casamento com celebridade de reality, Kanye teve que ser mais humilde, como ele canta na música In his ‘Spaceship’. “Vamos voltar, voltar para Gap, olhe o meu cheque, não era grana nenhuma… Oh mas agora eles amam o Kanye, vamos colocá-lo na frente da loja”. Quem te viu, quem te vê hein, canivete?

12 – Noel Gallagher – Roadie  Tonight, he is a rockstar. Mas ninguém começa no topo né? Noel começou como roadie de bandinhas britânicas, e acredita que se não fosse o Oasis ia continuar na mesma. “Eu estaria lá com uma camiseta preta larga, tatuagens e all-stars detonados. Porque é isso que eles usam hoje em dia”. Mesmo com o fim do Oasis, Noel mostrou que ainda tem cacife musical em seu projeto Noel Gallagher and The High Flying Birds, então cá entre nós, é difícil acreditar que ele ia seguir na rua da amargura dos roadies no rock.

calvin-harris-young

Do mercadinho da esquina direto para as paradas de sucesso. O upgrade que o dinheiro não faz hein, Calvin?

11 – Calvin Harris – Estoquista Quem diria que antes de ser um dos maiores nomes do EDM e faturar milhões com várias canções no top 100 da Billboard, Calvin Harris costumava ter aquele trampinho mequetrefe de estoquista de loja. O seu álbum de estreia “I Created Disco”, foi escrito e produzido no seu home studio, nos intervalos entre seus turnos. Valeu a pena investir o tempo pra sair dessa vidinha marromenos, hein Calvin?

10 – Ian Curtis – Funcionário Público Mesmo com sua depressão severa e os ataques de epilepsia, ao contrário do que muitos acreditavam, Ian Curtis trabalhava sim. E era aquele típico empreguinho no departamento de desemprego do governo, isso quando não estava fazendo suas dancinhas bizarras nos shows do Joy Division.

9 – Keith Richards – Gandula Dos oito aos treze anos, o pequeno Keith assistia o seu pai jogar tênis. Então a ascensão natural no fabuloso mundo do esporte foi se tornar gandula, trabalho que sr. Richards – beeem antes de ser o cara que iria cheirar as cinzas de seu pai ou acordar no meio da noite para escrever o riff de Satisfaction – fazia nos fins de semana no clube de tênis local.

freddie

Freddie e Roger escaparam da vidinha mequetrefe do dia a dia, mas não perderam o bom humor❤

8 – Freddie Mercury e Roger Taylor – Donos de lojinha A dupla do Queen também não viu muita facilidade no começo de sua carreira artística não. Freddie era um imigrante, e mesmo tendo estudado em colégios britânicos particulares, tinha que ralar com o trabalho que aparecesse para descolar uns caraminguás para pagar o alugel no final do mês. Ele e o batera Roger Taylor abriram uma lojinha no mercado de Kensington, no verão do amor de1969. Freddie era um desenhista talentoso e vendia suas obras por lá, junto com várias peças de brechó. E mesmo com o lançamento do primeiro álbum da banda, a barraquinha continuou. Mas aí veio o reinado mundial e os dias difíceis ficaram beeeem para trás.

7 – David Bowie – Entregador de açougue Nos anos sessenta, quando o pequeno David Robert Jones nem havia descoberto seu lado Bowie, ele trabalhava como entregador de açougue para pagar por suas aulas de saxofone com o lendário saxonofista Ronnie Ross. Haja organização para alcançar o estrelato! Mal sabia Ronnie que ele ainda trabalharia com Bowie, já que ele gravou o solo de sax na música “Walk On the Wild Side”, de Lou Reed e que foi produzida por David Bowie.

mick

Aí você vai pro hospital psiquiátrico e topa com essa belezinha na portaria. Internações aumentaram paulatinamente por razões óbvias.

6 – Mick Jagger – Porteiro de hospital Mick Jagger foi um símbolo sexual absoluto nos anos 70, mas com certeza os seus “moves like Jagger” não abriram as portas que ele esperava quando trabalhou como porteiro de hospital psiquiátrico com 18 anos. Ok, sobre não abrir as portas certas nós estvámos mentindo, pois reza a lenda que foi na copa do Hospital Psiquiátrico de Bexley aonde Mick perdeu sua virgindade com uma enfermeira. I can get no satisfaction? Eu talvez não, mas o Mick conseguia certeza.

5 – Patti Smith – Operária em Loja de Brinquedos Antes de se tornar uma das opetisas mais célebres do movimento punk e ser símbolo de adoração cult absoluta por todos os quatro cantos, Patti Smith deve ter tido muito tempo para pensar em poesia rodeada de cabeças carecas de bonecas. O seu trabalho consertando caixas e testando brinquedos poderia até ser decente, mas o bullying que ela sofria das colegas tornava tudo um grande martírio. “As coisas que aquelas mulheres faziam comigo eram horríveis. Elas formavam uma gangue e enfiavam a minha cabeça em uma privada cheia de mijo.” Chique. Mas reza a lenda que os melhores poemas vem das almas mais torturadas, não é mesmo?

debbie

Debbie Harry irreconhecível, mas ainda coelhíssima em seus tempos de Playboy.

4 – Debbie Harry – Coelhinha da Playboy Antes de ser a rainha da cena punk-underground de Nova York, Debbie Harry teve seus dias de plebeia. Ela trabalhou como coelhinha da Playboy no clube de Hugh Heffner no início dos anos 70, antes mesmo de adotar o seu icônico cabelo platinado que deu nome à sua banda, Blondie. E como você pode imaginar, não era exatamente o trabalho mais fácil do mundo se livrar de todos os velhos babões, mas Debbie tinha seu próprio jeito de lidar com a situação: “Eu tomava algumas drogas e consequentemente estava quase sempre meio adormecida”.

3 – Kurt Cobain – Zelador Não é a toa que Kurt sempre foi uma pessoa com muitos problemas. Menino pobre, teve que trabalhar como zelador na própria escola onde estudava, o que lhe rendeu anos infinitos de bullying – que foi muito bem utilizado para se tornar frontman da banda grunge mais famosa de todos os tempos, o Nirvana. Certa vez uma revista pediu para ele descrever a música grunge sob a perspectiva de um zelador, e de acordo com Cobain “É uma fina mistura de solventes de limpeza, mas não para ser usada em banheiros. Quando eu era zelador eu trabalhava com esses caras Rocky e Bullwinkle. Eles limpavam as privadas sem usar luvas e depois almoçavam sem nem lavar as mãos. Eles eram muito grunge”.

2 – Rod Stewart – Coveiro Antes de fazer parte do The Jeff Beck Group e do The Faces, Rod Stewart trabalhou por pouco tempo em uma profissão pra lá de sinistra: coveiro em um cemitério em Londres. Ok, ok, de acordo com a sua autobiografia seu trabalho era basicamente marcar as covas e não cavá-las, mas o cara parecia gostar da coisa, afinal ele também trabalhou em uma funerária. Haja amor por defuntos!

Ozzy Osbourne

Por trás do rostinho de anjo, um açougueiro príncipe das trevas. Pode isso Arnaldo?

1- Ozzy Osbourne – Açougueiro Digamos que seria besteira alguém se chocar com o fato que Ozzy, o príncipe das trevas, ganhava a vida como açougueiro para depois sair comendo cabeça de morcego e talz. Mas de acordo com o próprio, o trabalho era terrível, até para alguém com amor por sangue e coisas mórbidas como ele. “Eu tinha que abrir a carcaça das vacas e tirar todas as vísceras e tudo lá de dentro. Eu vomitava todo dia; e não quero nem falar do fedor que fazia lá!” Tá explicado a mudança repentina de carreira, e que upgrade que ela te trouxe hein Ozzy?

 

Portanto crianças, nunca desistam de seu sonho rockstar! Mesmo que você tenha o pior trampo do mundo! haha

 

xoxo

Chloe

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s