Woodstock-Festival

#RockStory: Os arrependidos de Woodstock

No ano em que a primeira edição do festival mais famoso de todos os festivais que já aconteceram – e possivelmente acontecerão – completa gloriosos 45 anos, nada como relembrar todas as bandas que se arrependeram AMARGAMENTE de não ter participado de Woodstock entre 16-18 de agosto de 1969.

Woodstock-Festival

A maior reunião de malucos-beleza da história da humanidade. Paz e amor, bicho.

Não dá para definir exatamente o que transformou Woodstock em um verdadeiro divisor de águas do rock’n’roll e ainda criou precedente para todos os festivais de música até hoje, porém durante seus três dias de sexo, drogas e rock, não foi brincadeira o line-up que passou por lá. Pesos pesadíssimo na época se misturaram com iniciantes e fizeram história, afinal a guitarra queimada de Jimmy Hendrix, ou a apresentação maravilhosa de Janis Joplin deixaram suas marcas no rock para sempre. E o festival nem de longe parou por aí: Ravi Shankar, Carlos Santana, Creedence Clearwater Revival, Grateful Dead, Sly & The Family Stone, The Who, Jefferson Airplane, Joe Cocker, Blood, Sweat & Tears, Johnny Winter, Country Joe & The Fish, Crosby, Stills & Nash e mais fizeram a alegria de 400.000 mil jovens que passaram por lá e testemunharam história sendo feita.

Poisé, e teve muita banda boa que ficou de fora por tudo quanto é motivo. O arrependimento deve durar até hoje, mas será que o NÃO foi um bom investimento na época? Afinal era só um festival de baixo orçamento e muuuuuuuuuita previsão de chuva! Veja só a lista dos amargurados que não participaram da festa – e suas desculpas:

 

zappa

Frank Zappa and the Mothers of Invention – LAMA DEMAIS! Frank Zappa desistiu do festival no último minuto depois de ficar sabendo que ia chover muito e ele não queria tocar envolto em toda lama. Já que ele realmente não curtia muito os hippies, talvez tenha sido uma boa ideia – e impediu que o evento inspirasse mais nomes bizarros de seus futuros filhos (já que o cara adorava um nome estranho do tipo Moon Unit, Dweezil ou Ahmet).

 

Iron Butterfly – CARA, CADÊ MEU HELICÓPTERO? Aparentemente os caras da banda de rock progressivo Iron Butterfly realmente se achavam os mais fodões do momento. Tanto que em 1969, eles chegaram até o aeroporto e começaram com as suas demandas de rockstar, a começar por helicópteros exclusivos para buscá-los e levá-los diretamente aonde fariam seu show e iriam embora logo depois, pagamento assim que terminassem a apresentação, e novamente os bons helicópteros para retornar para o aeroporto. No resumo? Os produtores do show apenas mandaram eles se f*derem, beijos não me liguem. Belo jeito de não entrar para a história, hein caras?

 

Mick Jagger trocou o Festival de uma vida por esse filme clássico do qual ninguém nunca ouviu falar. TÁ #SERTO.

Rolling Stones – MICK JAGGER E SEU PÉSSIMO FILME + BEBÊ RECÉM-NASCIDO. A vantagem de ser um Rolling Stone no caso Woodstock, é que pelo menos eles sabiam que não ia rolar MESMO, e não ficaram em casa por conta do mau tempo. Se você achava que estrelas da música só começaram a aparecer em filmes podres recentemente, pense de novo, pois em 1969 Mick Jagger estava na Austrália filmando o CLÁÁSSICO (soqn) Ned Kelly, sobre a história de um herói flok australiano de mesmo nome. O filme foi um fracasso nas bilheterias, e a atuação de Mick deixou no mínimo a desejar, porém ao contrário do que acontece em todos os jogos onde o cantor torce em Copas do Mundo, a culpa dessa vez não foi só da zica Jaggeriana. A esposa de Keith Richards na época, Anita Pallenberg, deu à luz na semana do festival, o que complicaria bastante a situação do grupo britânico no festival. Resumo? Stones no Woodstock = não era para ser.

 

Led Zeppelin – E O SHOW IMPERDÍVEL EM NJ. A gravadora da megabanda britânica realmente queria que o grupo tocasse em Woodstock, porém o empresário turrão dos caras, Peter Grant, recusou já que “eles seriam apenas mais uma banda no festival”. Eles seguiram a sua própria turnê e fizeram um show em Asbury Park, Nova Jersey, apenas horas depois que Jimi Hendrix quebrou tudo e incendiou a plateia e guitarra no festival. Mas com certeza New Jersey foi mais memorável que Woodstock em um fim de semana de chuva, cheio de lama.

 

Spirit – OUTRO SHOW. A banda de Randy California e seus roqueiros psicodélicos foi outra que, como o Led, resolveu desencanar por que esse bando de hippie aí sei não. Resolveram ir em turnê própria naquele verão. Realmente a melhor atitude possível para uma carreira de sucesso e um lugar no hall da fama, senhores quem são vocês mesmo hoje em dia?

 

bob-dylan-5WFW_o_tn

Bob Dylan – MEDO DE HIPPIES. Taí alguém com uma boa desculpa para não ir para Woodstock. Afinal, quando o público somava 400 mil hippies de todos os cantos do país, não querer comparecer quando você é o Bob Dylan é até permitido (por mais estraga-prazeres que seja). Existe também uma teoria de que a filha dele ficou doente, mas hmmm isso não soa exatamente como um bom motivo para sair de um festival desses. Quando Dylan se deu conta que após o seu show, sua casa (ele morava perto de Woodstock) e toda a região estaria intransitável pelas hordas de amantes de cigarrinho de artista, não pensou duas vezes e saiu da cidade. Nada de Mr. Tambourine para vocês, mas pelo menos ele compensou tocando no festival Isle of Weight, no Reino Unido, duas semanas depois.

 

Joni Mitchell – APARIÇÃO NA TV. Programas de televisão podem ser essenciais para transformar músicos em verdadeiros rockstars da noite para o dia, então não é de se admirar que Joni Mitchell estivesse empolgada com sua apresentação no “Dick Cavett Show”, da ABC, dois dias depois de Woodstock. Seu empresário quis que ela se preservasse, e cancelou sua apresentação no festival, sendo que – DETALHE – as duas outras bandas que se apresentaram no programa (Jefferson Airplane, e Crosby and Stills (sem Nash) fizeram seus shows no festival sem o menor problema. A frustração foi tamanha, que Joni escreveu a canção “Woodstock” baseada no relato de seu namorado na época, Graham Nash. Ah se arrependimento matasse, hein?

 

Jethro Tull – MEDO DE MULHERES PELADAS. Apesar de que um dos motivos principais aparentemente sempre foi o pavor que o vocalista-flautista Ian Anderson tinha dos hippies sujos, num lugar chuvoso e lotado de lama, uma entrevista recente para o SongFacts.com, mostra que o buraco era mais embaixo. Beeeeem mais embaixo. De acordo com Anderson:

Eu perguntei para o nosso agente, Terry Ellis, “E aí, quem mais vai estar lá?”, e ele listou um grande número de grupos que aparentemente iriam tocar, e que seria um festival hippie, e eu disse, “Vai ter um monte de mulheres peladas? E a galera vai estar usando drogas e bebendo um monte de cerveja, e rolando na lama?” Porque a previsão era de chuva. E ele disse “Oh yeah.” Então eu disse, “Beleza, eu não quero ir.” Afinal eu não gosto de hippies, e eu geralmente fico desconcertado com garotas nuas a menos que seja na hora certa.

Basicamente, sim, existe uma banda na história do rock n roll, que além de ter um FLAUTISTA como vocalista, ele ainda arregava quando via muitas garotas nuas juntas. E você achando a sua vida difícil hein?

 

The Doors – MEDO DE TOMAR UM TIRO. Jim Morrison era um caso complicado em 1969. Vocalista de uma das bandas mais populares da época, Jim desenvolveu um caso severo de agorafobia, vulgo medo de multidões, algo beeeem complicado para um rockstar. Então, quando foram convidados para tocar no festival do verão do amor, ele recusou por acreditar realmente se tornar um alvo fácil e bom demais para atiradores de elite. Isso não impediu que o baterista John Densmore fosse prestigiar o evento, já que é possível ver o cara acompanhando o show de Joe Cocker direto do palco.

 

All you need is love <3

All you need is love❤

The Beatles – BARRADOS NO BAILE. Assim como quase todas as histórias que cercam os Beatles, é claro que a ausência deles não poderia passar sem mil boatos. Afinal PORQUE ELES NÃO ESTAVAM LÁ? Afinal, o famoso show no topo do prédio em Londres havia acontecido no mesmo ano! Uns dizem que John se recusou já que a banda de Yoko Ono, Yoko’s Plastic Ono Band, não tinha sido convidada para tocar. Outros dizem que John não conseguiu seu visto, já que o presidente Richard Nixon não era lá um grande fã do beatle. E bom, a verdade é que tirando o famoso show do telhado, o quarteto-fantástico já não tocava junto desde 1966, e bem provavelmente eles nem se reuniram. Escolha a sua teoria favorita.

 

Jeff Beck Group – TERMINARAM. O ex-guitarrista do Yardbirds e a sua banda – que incluia os vocais de Rod Stewart, Nicky Hopkins, o geninho dos teclados, e Ronnie Wood, logo antes de entrar para os Rolling Stones. Eles deveriam tocar no glorioso festival, mas acharam que acabar com a banda UMA SEMANA ANTES era a melhor ideia. Por razões óbvias, Jeff Beck já se arrependeu publicamente por essa decisão. Duh.

 

Para ouvir as sonzeiras que rolaram em 1969, não perca essa playlist com o melhor de Woodstock😉

xoxo,

Chloe

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s